• FIM
  • R.I.P

sábado, 16 de fevereiro de 2013

There must be an angel

Ontem vi um concerto em que ao mesmo tempo que uma mulher francesa tocava acordeão sentada, um homem, de pé, tocava harmonica. À medida que o som invadia a sala, se fechassemos os olhos, era tal e qual o Stevie Wonder.

Sem comentários: