• FIM
  • R.I.P

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Envoyé

- Olá! Bom, estás mesmo com bom aspecto hoje! Finalmente vejo-te com bom aspecto…

- Pois…Já é sexta novamente.

- Pois é! Já é sexta novamente. Nem me lembrava disso! O tempo voa não é? Vê lá tu que eu nem dei pela semana a passar! E tu continuas na mesma portanto. Pela tua resposta…

- O tempo voa para ti. Havias de passar uma semana na minha pele para veres o que era ver o tempo a não passar. Sim continuo na mesma. Só à sexta é que consigo sorrir, falar, ter boa cara, enfim, viver...

- Mas já foste a um médico?

- Já fui. Diz que tenho uma doença estranhíssima, do foro psicológico. Ele diz que nunca tinha visto, nem ouvido falar em nada do género. É sempre assim! Os gajos nunca sabem nada e um gajo é que padece...

- Então mas o Sábado não tem efeito nenhum em ti? Nem o Domingo? A Quinta? Os outros dias, percebo perfeitamente que não façam efeito, mas dizem que a quinta é muito boa. Há pessoas para quem a quinta resulta muito bem…

- Nada! Só a sexta é que tem este efeito em mim! O sábado aborrece-me, há sempre aquela constante sensação que o Domingo está próximo e que a sexta já passou. A quinta é exasperante, deixa-me cheio de ansiedade mal consigo comer ou ver, quanto mais falar. O Domingo pura e simplesmente devia desaparecer, só faz é mal…É como te digo, só a sexta mesmo…

- Deixa lá, há-de passar, vais ver. Conforme te apareceu, há-de desaparecer. Estás com bom aspecto, a sério, gosto de te ver. Quem te viu na semana passada e vê hoje nota logo a diferença. O que é que o médico te diz?

-Se me tivesses visto ontem, ou se me vires amanhã, já vês o mesmo de sempre. O médico não me diz nada de jeito ou que resulte. Disse-me para viver a minha vida dia a dia e tentar pensar nas coisas que me rodeiam só. Eles sabem lá. Não são eles que se sentem como eu sinto. Mas pronto, hoje é sexta. A sexta é a única cura que há, ou que eu conheço. Tenho que aproveitar…

Sem comentários: