• FIM
  • R.I.P

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Postcards from tiny islands

Olhó o Chôr! Como é está o Chôr?

- Bem obrigado…

- Então e o que é que vai hoje? Olhe, temos ali, acabadinhas de chegar, bem fresquinhas, umas esperanças, UI, nem lhe digo nada. São daqui…

- Não, hoje não preciso, eu ainda tenho, obrigado.

- Uma gananciazita, uma ambição? Não? A gente já sabe que faz mal, não é, mas sabe tão bem às vezes…Olhe, perdoa o mal que faz para o bem que sabe, não é verdade?

- Não, obrigado Sr. André, eu é muito raro usar. Para hoje queria só meia dúzia de novas oportunidades se fizer favor.

- Meia dúzia? Só? Olhe que a dúzia é mais barata. Pode pagar mais agora, mas fica-lhe mais em conta…

- Não, meia dúzia chega, obrigado.

- Então e que mais?

- É tudo Sr. André, obrigado

- É tudo então?

- É sim…

- Muito bem, aqui está o talãozinho. Pode pagar ali na entrada, já sabe como é não é…Olhe, Chôr, permita-me só um conselho, e nem é porque eu não vendo disso aqui, mas tenha cuidado com a subserviência, isso só faz é mal e uma pessoa nem se dá conta.

- Está bem Sr. André, obrigado. Até amanhã Sr. André.

- Até amanhã, Chôr…

Sem comentários: