• FIM
  • R.I.P

sábado, 27 de novembro de 2010

Banda Sonora

Sábado, 27 de Novembro de 1993. Há precisamente 17 anos, os James iam tocar no pavilhão do Restelo com Radiohead na primeira parte. Era a segunda vez que os James cá vinham e a primeira vez dos Radiohead! Uns porque não tinham dinheiro, outros porque iam passar o fim-de-semana fora, outros porque não gostavam ou não conheciam, no dia do concerto, apercebi-me que pela primeira vez, desde que tinha começado a ir a concertos com alguma frequência, ia a um concerto sozinho. Momentos marcantes dessa noite foram o espanto do Thom York a olhar para o público a cantar uma música do primeiro álbum deles chamada Creep, a entrada dos James em palco com a música Heavens, a música Johnny Yen (Ladies and gentlemen, here's my disease) a meio do concerto, Honest Joe :) , Out to get you (Here they come again ) a abrir o encore, Five-o (If it lasts forever, hope I'm the first to die Hope I'm the first to die)... Foi o concerto da minha vida! A música tem sido, desde que me lembro, parte muito importante da minha vida. Desde esse dia até hoje, o meu gosto musical alterou-se bastante. Tento sempre procurar novas músicas, novos sons, novas coisas que me despertem a atenção. Passo grande parte do dia a ouvir musica, vou a 2, 3 concertos por semana, já assisti a não sei a quantos concertos, já tive sensações indescritíveis em concertos, etc. Não sei quantificar o significado que cada um desses concertos teve para mim, uns melhores, outros piores, uns maus, é muito importante assistir a maus concertos, outros excelentes. Mas este concerto dos James, não sei porquê, provavelmente por ter sido o primeiro a ir sozinho, não sei, o que sei é que este concerto representa o fim de uma etapa da minha vida e o consequente início de outra. A minha vida nunca mais foi a mesma depois desse concerto e eu só me apercebi disso, exactamente hoje de manhã, assim que acordei. No dia a seguir ao concerto, logo às 7 da manhã, ia viajar para o paraíso. Tinha que me levantar às 6 depois de me ter deitado às 3 e tal, mas não fazia mal. Antes de me deitar, ainda anotei num papel o alinhamento do concerto. 5 anos mais tarde, por acaso, conheci um gajo que tinha gravado o concerto e ele vendeu-me uma cópia em cassete. É a gravação com o pior som do mundo, mas deu ainda para ouvir e recordar o concerto.
Hoje, acordei, depois de ter olhado para o dia através da janela, não sei porquê, recordei-me de imediato do dia do concerto, 27 de Novembro de 1993! Faz hoje 17 anos! Raramente me recordo do que sonho. Apesar de não me conseguir lembrar nem enquadrar mais nada, lembro-me perfeitamente de ter sonhado durante a noite com guarda-chuvas pretos, fechados, daqueles bastante pequenos e que se desfazem com uma rabanada de vento. Provavelmente dou mais significado às coisas do que elas propriamente têm...

Sem comentários: