• FIM
  • R.I.P

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

The Gentle Art of Making Enemies

- Ela que venha para aí. Quero ver como é que é que ela se desenrasca depois quando toda a gente lhe começar a pedir coisas. Por acaso até gostava de ver, incompetente e parva como ela é. Parece que tem um feitiozinho…
- Deixa lá Mena, não vale a pena estar assim, não podes fazer nada é melhor aceitar as coisas como elas são. Vais ver que vai correr tudo bem, vais ver…
- Deixo estar? Pois deixo, não há nada que eu possa fazer, não sou eu que decido, eles é que decidem, eu não posso fazer mais nada a não ser aceitar as coisas como elas são, mas substituírem-me por uma incompetente? Quer dizer, eu não a conheço de lado nenhum, nunca a vi nem falei com ela, mas pelo que tenho ouvido ela não é flor que se cheire, eu já avisei as pessoas do feitio dela, quero ver como é que ela se vai arranjar agora.
- Não chores Mena, já estão pessoas a olhar, vá lá Mena, também não é o fim do mundo.. …
- Não é o fim do mundo, pois não, mas queres-me dizer o que é que eu vou fazer com 41 anos e desempregada, Alzira? Como é que eu vou fazer agora para acabar de criar os meus filhos?
- Então mas tu não tens contrato? Quando é que acaba o teu contrato?
- Eu não tenho contrato nenhum, estou a recibos na empresa há 14 anos, trabalho aqui há 9 e sempre gostaram de mim. De repente a lambisgóia ficou sem colocação, como ela está efectiva na empresa, deve ter dormido com o chefe para ficar efectiva, falaram com o meu chefe daqui e informaram-no que eu vou ser substituída por ela porque eles não têm mais sitio nenhum onde a colocar. Resultado, vou à vida e ninguém se importa com isso! Como é que queres que eu me sinta?
- Eu sei que é difícil Mena, mas já sabes como as coisas são hoje em dia, já sabes que o outsourcing funciona assim, não há nada a fazer.
- Eu sei amiga, eu sei. E agora Alzira, e agora o que é que vai ser da minha vida?
- Vá lá Mena, não chores, só tens de sair daqui no dia 30, até lá vamos tentar ver se há alguma coisa para ti, não desesperes já, não adiantas nada com isso.
- E o que é que me adiantou ter sido uma boa funcionária estes anos todos, diz-me lá, o que é que adiantou?...

Sem comentários: