• FIM
  • R.I.P

terça-feira, 10 de agosto de 2010

New Selectah

- Às vezes tenho mesmo muita vontade de ir ao ano de 93 falar comigo. Gostava mesmo de ter uma longa conversa comigo para ver se conseguia perceber em que altura é que deixei de existir como era nessa altura, ou quando é que tudo à minha volta deixou de me fascinar e suscitar interesse e curiosidade para que tal não me compelisse automaticamente a querer mais, querer saber mais até ficar satisfeito, e depois começar tudo de novo, quando surgia logo a seguir outra coisa qualquer...

- A 93?! Tu eras um totó em 93! Queres ir falar com um totó para saber alguma coisa sobre ti? Pensava que tinhas deixado de ser um totó já...

- Ai é? Então e quando é que deixei de ser um totó?

- Eh pá, assim de repente não sei precisar, mas talvez em 2007 tenhas definitivamente deixado de ser constantemente um totó. Obviamente que toda a gente é totó de quando em vez, mas durante o dia e todo penso que deixaste de o ser por volta dessa altura...

- Oh! Mas nessa altura já tinha passado a adolescência e os vintes, já tinha sido escrita a história toda! Todas as pessoas, depois de essa altura passar, passam depois a vida a estabelecer comparações com o que tiveram ou com o que lhes aconteceu, ou pior ainda, a desejar, fora de tempo, concretizar algo que deviam ter concretizado antes. Depois de esse tempo passar, o máximo que se consegue fazer, com prazer, é partilhar historias e concluir que alguém passou pelo mesmo que tu, mas, mesmo assim, compara-se sempre, a adrenalina da novidade acabou....

- Então, mas se é assim, para o quê é que queres voltar a 93 se já sabes isso tudo agora?

Sem comentários: