• FIM
  • R.I.P

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Jaz agora descoberta, depois da queda natural dos últimos 3 pelos, a careca do grisalho!

Eis chegada a hora
A hora de ir embora
A hora em que deveria haver pena
A hora em que teria lugar a tristeza.
Só que a indiferença predominante, marcante,
não deixou espaço para a saudade.
Prevalece, tão-somente, a ânsia, exasperante
de querer partir para nunca mais voltar.
Pudera, quem dera, outrora,
que a relação falsa que existia,
houvesse sido um dia, verdadeira,
longe da aleivosia, da hipocrisia,
que sempre, desde o início reinou.
Mas eis que a hora de ir embora chegou.
Com ela, o término da falsidade
e a esperança de algum dia
encontrar alguém que apenas nos diga e nos trate,
somente, através da verdade

Sem comentários: