• FIM
  • R.I.P

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Banda Sonora

Qual é que é a coisa que eu acho mais triste na vida? É essa a pergunta? Aquilo que é verdadeiramente triste para mim é amar. Amar verdadeiramente, saber, ter a certeza absoluta que nunca ninguém poderá amar tanto outra pessoa como nós a amamos, dizer-lhe isso com toda a sinceridade, com toda genuinidade possível ao nosso ser, ter vontade de experimentar tudo, fazer tudo, conhecer tudo com essa pessoa, fazer tudo para que ela seja feliz ao nosso lado, e depois saber que não somos correspondidos da mesma forma, não conseguindo no entanto, mesmo depois de ela já nos ter deixado, nunca deixar de acreditar em tudo o que essa pessoa nos diz, embora saibamos de imediato que é mentira, e pensarmos que o fim daquela busca que nós já tínhamos pensado ter terminado, é agora perseguida por ela. Aí, constatamos que essa pessoa, faz depois, e de imediato, com toda a vontade do mundo, tudo aquilo que sempre reprimiu e não fez quando esteve connosco, chegando mesmo ao ponto de dizer que não gostava de fazer algo que desejava fazer, apenas e só porque era connosco que iria fazer isso, tudo na senda de alcançar a tal meta, a meta da busca da sua própria felicidade. Tudo para, por fim, nós, por acaso, a encontrarmos na rua, e verificarmos que apesar de agora fazer tudo o que quer, e que nunca, mesmo nunca, quis fazer connosco, porque apesar de ter dito que nos amava também, na realidade nunca o sentiu, embora o negue para se conseguir enganar a ela própria, nunca o sentiu, e verificarmos que fazendo da sua vida aquilo que quer, não é amada por quem queria e é infeliz! Isso para mim é que é verdadeiramente… …O quê? Não me interrompas agora, não vês que estou a responder a uma pergunta aqui?...O quê?...Então, mas a pergunta que me fizeram não é essa, a pergunta é o que é que eu acho que é mais triste na vida. Como é que eu posso saber o que é que é mais triste se fosse eu a morrer? As outras pessoas é que podiam ficar tristes com isso. Eu, como sabes, não acredito cá em coisas esotéricas, por isso quando morrer, acabou-se tudo. Ãh? AH! Estás a dizer-me para responder que a coisa mais triste é morrer alguém de quem eu gosto? AH! Já percebi! Está bem, tens razão!
Olhe, desculpe, apague lá tudo o que eu disse, a coisa mais triste na vida para mim afinal é a morte de alguém de que eu goste! Estão ali a dizer-me que é melhor eu responder isso...

1 comentário:

Tindergirl disse...

Para mim uma das coisas mais tristes na vida é amar mas ter medo e fugir.
É triste habituarmo-nos a viver sozinhos e ter medo de uma mudança que nos pode tornar felizes.