• FIM
  • R.I.P

terça-feira, 20 de julho de 2010

No Jesus in here

Quantas vezes é que acordei e tive esperança que tudo tivesse sido mentira
Quantas vezes é que fiquei à espera para que soubesses o que querias
Quem é que tem razão, quem é que tem o direito de reclamar que tem a razão
Sempre me foi dito desde pequeno que a justiça tarda mas não falha
Quantas vezes por dia pensas saber tudo, sem nada perguntar
Quantas mentiras julgas existirem, sem saberes qual é a verdade
Como é que te divertes agora, como é que consegues divertir-te agora
Alguém um dia te vai dizer, que tu te estás a enganar
Há sempre um raio de sol que te invade o quarto de manhã para te aconselhar
Há sempre um raio de sol que te faz despertar
Há sempre, sempre, um raio de Sol
Só precisas de acordar
Quantas vezes por dia penso, sem saber o que estou a pensar
Quantas vezes é que espero, sem saber o que hei de esperar
Como é que vês o futuro, como é que vês o teu futuro
Porque é que achas que como vives hoje é melhor para ti, se não quiseste tentar
Há sempre um raio de sol que te invade o quarto de manhã para te aconselhar
Há sempre um raio de sol que te faz despertar
Há sempre, sempre, um raio de Sol
Só precisas de acordar


(Inspirado na musica Always the sun – The Stranglers)