• FIM
  • R.I.P

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Jogos físicos e psicológicos

- Sabes aquela musica do Bob Dylan, a knocking on heavens door né?

- Sim, o que é que tem?

- Há uns anos atrás, o Reininho costumava cantar o refrão dessa música, mas em Português! Então, o refrão ficava: bate, bate, bate às portinhas do céu. E aquilo para mim nunca fez grande sentido. Por que é que um gajo estaria às portas do céu a bater uma? Por que é que não haveria de entrar lá para dentro, e pelo menos ir à casa de banho do céu, já que estava com tanta pressa…

- Então tu não consegues ver porquê? É mais do que obvio! Por isso é que o Bob Dylan é um génio e tu não és. É obvio que não podia entrar lá para dentro porque toda a gente sabe que os anjos não têm sexo…

- Bom, isso seria estar a discutir o sexo dos anjos. Mas partindo até do princípio que os anjos não têm sexo, bate, bate, bate às portinhas do céu era o que ele livremente traduzia e cantava. Mas em Inglês, o refrão continua a dizer-se Knock, Knock, Knocking on heavens door. E que eu saiba, knock não significa em Inglês o mesmo que o significado que tu deste, em Português, a bater…

- Lá estás tu, mais uma vez, a cingir a tua visão. Então na outra musica dele, o dealer não era o gajo da pandeireta?

- Era!

- Pois! O Bob é um génio já te disse. Todas as suas metáforas estão relacionadas com batuques, ou instrumentos para fazer batuques…

-Bom…Mais uma vez partindo do principio que isso até é verdade, também, o facto é que ele diz knocking on heavens door, que significa em Português, estar a bater na porta, e não à porta…

- …

- …

- Pronto. Está bem. Ganhaste tu, escolhes tu hoje. Estás contente?

- Yeap. E só para te avisar que hoje levo a pinça gigante :)

- Está bem…Mas eu continuo a dizer que eu é que devia ter lançado o tema e tu é que começavas a argumentar. É muito mais justo dessa forma. Como é que eu poderia começar a argumentar sobre aquilo que tu disseste?

- Pronto, não seja por isso, amanhã jogamos de acordo com as tuas regras…

- Não. Devia era ser já hoje…

- Não. Hoje ganhei eu.

Sem comentários: