• FIM
  • R.I.P

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Complexos #27

Apesar de ela me ter dito que precisava de ir ao shopping num instante, coisa completamente inusitada para mim naquele momento, anuí, graciosamente, e sem demonstrar o meu desagrado, alegremente, e em amena cavaqueira, lá nos pusemos ao caminho do dito! Ok, confesso que a utilização da palavra shopping em vez de centro comercial me aborreceu logo um bocadito. Isso em conjunto com o facto de dizer que seria num instante, ainda mais ansioso me colocou. Qual é rapariga que demora um instante num centro comercial? Ora o que é que eu, instintivamente, faço quando entro em tal estado? Tento dizer piadas...Olha ali uma loja da Swatch! Nunca percebi por que é que nunca fizeram um relógio em forma de rabo! Disse-lhe eu quando tinham passado precisamente trinta e quatro minutos após a nossa entrada naquele edifício, e ainda sem eu ter percebido a razão que nos tinha levado a entrar. Em forma de rabo! Porquê? Perguntou-me logo ela de imediato enquanto lia desinteressadamente um panfleto qualquer sobre como ajudar crianças necessitadas. Porque Swatch, em Português, quer dizer olha o rabo! Disse eu entusiasticamente. Ah? Disse ela já com a sobrancelha direita levantada, como se de repente tivesse ficado alerta! Nunca consegui perceber tal coisa nelas. Um gajo pode estar horas a falar, que elas não estão nem aí, pelo menos aparentemente, para o que estou a dizer. De repente, quando me sai uma estupidez qualquer, fruto, exactamente, desse não estar nem aí, pumba, é nesse preciso momento que o sobrolho mostra a sua expressividade e o ribombar dos sinos de alerta ecoam por todo o cérebro delas! Então não percebes? S (rabo) watch (olha). Tentei eu, com cara de pionés, explicar-lhe a coisa. Porque é que vocês gajos só pensam nisso? No quê? Em rabos, e sexo, a coisas afins? Mas...Eu não estava a pensar em nada disso! Era só uma piada, um trocadilho, com o nome da marca. Além disso, e seguindo a tua linha de raciocínio, que os gajos só pensam em rabos, e sexo, e coisas afins, se o intuito da marca, em várias ocasiões e circunstâncias, é ajudar crianças, queres melhor artigo para vender a gajos do que uma bela peida o dia todo no pulso de um gajo? Qual seria o gajo que não gostaria de ostentar no seu pulso, presa por uma bracelete de cabedal, a peida da Shakira, ou da Charlize Theron? O mesmo se aplicando a elas. Relógios com os rabos daqueles actores, ou cantores que elas gostam! Ou para gays e lésbicas, como presente mutuo de casamento, onde cada um dos cônjuges usaria a peida do outro no pulso! Já viste bem a quantidade de casas que se poderiam construir à pala disso? Eu nem sei por que é que optei pela profissão que tenho quando devia era ter seguido, sem dúvida nenhuma, marketing! Disse-lhe eu já completamente perdido em devaneios. Isso não faz sentido nenhum, disse-me ela enquanto pousava o panfleto numa bancada onde dois putos, uma miúda e um miúdo de vinte e tal anos cada um, tentavam vender um cartão de crédito a um casal vestido com fatos de treino iguais e dois putos ranhosos, filhos do casal presumi eu, corriam para cima e para baixo aos encontrões entre si. Pois não. Disse-lhe decididamente. Sabes, é que eu só aprecio nonsense.
Sabes qual é a música preferida dos tornados? Qual, perguntou-me logo ela muito encantada e animada com a ideia do nonsense a polvilhar-lhe o espírito. Adivinha quem voltou. Respondi-lhe eu ao mesmo tempo que entravamos finalmente numa loja qualquer para que ela pudesse perguntar ao empregado se tinham aquele artigo no número dela.

3 comentários:

Tindergirl disse...

Agora fiquei curiosa. Como é ficar com cara de pionés? :)

AP disse...

É a mesma coisa do que cara de tacho, só que se substitui o fundo por um espigão. ;)

Tindergirl disse...

A cara de tacho já conheço e é inofensiva para quem a vê. Já a de pionés parece-me perigosa uma vez que pode picar :)