• FIM
  • R.I.P

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Raiva acumulada #5

- Acreditas no destino?

- Claro, no fino e no grosso. Porquê?

- Eu estou a falar a sério, diz-me lá?

- Já te disse, que acredito, tanto num como no outro… …

- Eu não te vou perguntar mais nenhuma vez. Eu estou mesmo a falar a sério. Por uma vez quero mesmo falar a sério contigo e estou a perguntar-te se tu acreditas ou não no destino?

- Fogo, como tu tens essa voz nasalada, pensei que tinhas dito intestino… … Desculpa, a sério, estava a brincar outra vez…Por que é que estás tão sério? Por que é que queres falar a sério agora? Falamos mais daqui a bocado, agora apetece-me brincar, anda lá, brinca comigo um bocadinho, depois falamos a sério. A sério, juro-te que também estou a falar a sério.

- Agora não, a sério, agora não me apetece mesmo brincar. Diz-me lá, acreditas no destino?

- Já reparaste que desde que decidiste falar a sério já disseste sério uma quantidade de vezes! E ainda por cima conseguiste contaminar-me ao ponto de eu fazer o mesmo! Não vou dizer mais essa palavra a partir deste momento…

- Tu não queres responder ou estás a evitar responder porquê? O que é que te custa falar seriamente? E desta vez não disse a palavra sério, por isso peço-te que me respondas aquilo que verdadeiramente pensas.

- Para quê? Para o que é que tu queres saber aquilo que eu verdadeiramente penso? O que é que isso vai influenciar no que quer que seja o nosso, o teu, ou o meu destino? Sim acredito no destino e acho, muito sinceramente, que o nosso destino agora, neste preciso momento, depois de termos falado sobre o destino, é que devemos brincar até não nos apetecer mais… ….

- Tu não consegues pois não? É mesmo mais forte do que tu e não o consegues evitar. Tu, pura e simplesmente, não consegues dizer-me, ou a quem quer que seja, aquilo que realmente sentes, aquilo que realmente queres. Como é que esperas ser feliz ou sentir-te tranquila assim?

- Só uma coisita que me está a fazer espécie Em que altura é que eu passei a ser o gajo e tu a gaja nesta relação? Eu estou aqui, há meia hora, a dizer-te que quero sexo e tu estás há meia hora com tangas sobre o destino e mais não sei quê! O que é que se passa? O que é que tu tens? Não deveria ser eu a estar com merdas?

- Devias! E se queres saber, o problema é exactamente esse. Acho que isto está a correr tudo demasiado bem para que possa ter futuro. Por isso te perguntei se acreditas no destino. Foi também por isso que eu te perguntei por que é que não consegues falar a sério. É que eu acho que no dia em que tu começares a falar a sério, tu já deverás ter tanta coisa entalada que depois explode tudo de uma vez e… ….

- O problema é tu estares a começar a levar as coisas demasiado a sério... A sério... Não penses tanto nisso… … Anda, vamos brincar… ….

- HEY! HEY? ENTÃO?... ... TU ACORDAS OU NÃO? TÁ NA HORA DE BAZAR, EU QUERO BAZAR E TU JÁ ESTAS A DORMIR HÁ BUE!

- AH!! O que foi?!

- Man, tu querias porque querias vir a uma rave, estás aí a dormir há bue depois de teres bebido 3 vodkas! 3 Vodkas man, vê lá ao ponto a que tu chegaste! E agora eu acho que está na altura de bazarmos. Isto é só povo que eu não conheço, já vi que aqui não me desenrasco hoje. Por isso, BAZA.

- Ouve, tive agora um sonho muito esquisito!

- Se tiver alguma coisa a ver com ela, esquece. Não quero nem ouvir, já mandaste a carta, já tiveste a tua explosão de raiva, agora chega, não vamos, nunca mais, atenção, nunca mais, falar dela.

- Não, a sério. Fogo! Até acordado digo a sério agora! Não, ouve, o sonho foi sobre uma conversa que eu tive com uma gaja em que eu comecei por lhe perguntar se ela acreditava no destino, mas ela só queria ir para a cama comigo e eu não queria, eu queria era conversar com ela, queria ter uma conversa a sério com ela, estás a ver?

- Foda-se, até nos teus sonhos te estás a transformar num paneleiro! Foda-se eu nem sei por que é que eu falo contigo ainda. Bom, hoje até te dou uma desculpa, afinal bebeste 3 vodkas, estás muita maluco! 3 vodkas!!! Estás mesmo uma menina feita, não aguentas 3 míseros vodkas…

- Nem sequer vou perder tempo a responder-te. Vamos embora, detesto esta música. Dá-me sono.

- Sim, sim, diz que é a música agora...

5 comentários:

Tindergirl disse...

3 vodkas é bué...
Claro que o rapaz tem de ter alucinações :)

AP disse...

Gajo que é gajo aguenta, no minímo, 10! ;)

Tindergirl disse...

Ele pode ser um gajo sensivel :)

Anónimo disse...

A culpa não é do álcool é da água que corre naquela fonte.

Tindergirl disse...

que fonte?