• FIM
  • R.I.P

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Eu quero ir para o monte, Eu quero ir para o monte

Aqui há atrasado, quando surgiu no Alentejo o rumor de que a Igreja, preocupada com a falta de vitamina B12 no cérebro das pessoas, começava a implementar uma nova regra para aumentar o consumo de peixe no mundo, coisa que teria o seu inicio precisamente 40 dias antes da ressurreição de Cristo e que se denominava, para dar um ar pagão à coisa, de Entrudo, o Emílio, depois de ter aberto a caixa de papiro plantada no quintal da sua casa caiada de branco, e de ter lido a circular informativa de tal regra, chega a casa e diz para a sua Bia:

- Oh Bia olha qu’a partir d’ hoje, e durante quarenta dias e quarenta noites, carne na vale cá em casa. Depois eles hão de amandar outro papiro para a gente a dizerem quando é que se pode outra vez comer carne como deve de ser...

E pronto, tendo de seguida abalado para a tasca do Belmiro, rapidamente se soube em toda a região que carne na vale durante 40 dias inteiros.
Foi então, desta forma e com o passar dos anos, que a época que precede a quaresma se passou a chamar em praticamente todo o mundo, também, Carnaval.

1 comentário:

joaninha versus escaravelho disse...

ahahahahhahahahahaha
Comecei a rir com o título e fui às lágrimas com o fim!