• FIM
  • R.I.P

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

The dark of matinée

- Mas tu és parvo ou comes bosta à colherada? Então mas tu achas mesmo que não fazendo nada, não dizendo nada, que só olhando para uma gaja, isso por si só basta para começares a falar com ela? Pensas o quê? Que a tua barriga sexy, ou que o teu ar atarracado a vai conquistar? Ou achas que é o teu look matador, à vocalista dos UHF, a vai arrebatar?

- Bem, já não ouvia essa expressão de comer bosta à colherada há não sei quantos anos!

- E o que é que isso interessa agora? Tu não estás, ou não queres, ouvir o que eu te estou a dizer? Essa porcaria agora não interessa nada. O fundamental da questão não é isso agora...

- Sim tens razão. O fundamental da questão não é essa expressão que eu tanto gosto. Só que, aquilo que é o fundamental da questão, não é verdade.

- Não é verdade? Como assim? O que é que eu disse que não é verdade?

- Tu disseste que eu não fiz nem disse nada, mas isso não é verdade...

- Então? O que é que é verdade?

- Para um olho menos atento, como o teu, aparentemente parece que eu não fiz nada. Mas a verdade é que pisquei-lhe um olho, para ser mais concreto, o direito, que é o que me dá mais jeito piscar sem que tenha de franzir o resto da cara. Os dados estão lançados, agora é só deixar que a magia aconteça...

6 comentários:

joaninha versus escaravelho disse...

Se me piscassem o olho direito nem sei que faria. acho que me babava.
Agora de fosse o esquerdo...
Ele tem razão. Piscou o olho certo.

Zigue Zague disse...

Eu estava bem tramada. Só consigo piscar os dois olhos ao mesmo tempo! Se bem que aquele ar de bambi a pestanejar também pode ter o seu quê.

Tindergirl disse...

Eu não resistia se o gajo fosse parecido com o 3 pêlos :)

3 Pêlos disse...

O piscar de olhos que quebra a barreira do silêncio e roi a corda da solidão, enquanto os putos, sorridentes, vagueiam pela rua, em busca de diversão. Hein!
Os putos sou eu, és tu, somos todos nós. Outrora pequenos, um dia mero pó. E a vida continua, hein, porque tem de continuar, porque vive, sempre nua, quando o Sol brilha, quando há luar...E vocês, o que é que querem desta noite, deste dia, desta hora, do momento, do sentimento?... Hein?

Tindergirl disse...

Armas história
O fogo intenso
Esticas a corda
Espalhando o medo
Andas à solta
No meu juízo
Espetado fogo
No meu abrigo
O preço da loucuraaaaaaaaa!!!!!!!!!!!!

joaninha versus escaravelho disse...

Parabéns aos dois! :)