• FIM
  • R.I.P

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

I wish that would be your color

Ora esta! Quem é que és tu para me criticar? Quem é que és tu para dizer que eu sou isto ou aquilo, ou que deveria ser ou deixar de ser aqueloutro? Que direito é que achas que tens para me dizer que eu devo ser assim ou assado? À semelhança da massa associativa do Benfica, que exige que o Benfica ganhe sempre, tu és daqueles que acham que as outras pessoas deviam todas ser como elas são e que deviam fazer tudo como elas fazem! E depois? O Benfica ganha sempre? Então qual é que é o problema de eu ter a sensação que todos os dias deve ser uma festa pegada no mundo das pequenas criaturas roxas e amarelas que trabalham dentro do msn! Qual é que é o problema de eu pensar, não sei porquê, mas penso sempre que eles fazem uma festa, com banda, bombos, chapéus altos, cornetas e papelinhos, sem esquecer o pequeno guaxinim que vai à frente da banda com uma bandeira e um ramo de oliveira, tudo em grande corrupio e alegria, cada vez que aparece aquela janelinha pequena no canto inferior direito do meu PC. Achas que sou picuinhas por causa disso? Se isso é que é ser picuinhas, qual é que é o problema de eu ser picuinhas? Antes picuinhas que franzino! A sonoridade de picuinhas, embora me faça lembrar automaticamente os voos picados de abelhas, atenção, de abelhas não de vespas, é muito melhor que a palavra franzino, que me lembra logo um pão de forma mal cozido e atarracado, o que, convenhamos, é muito menos espectacular do que um voo picado, mesmo que de abelhas. Continuo a ser picuinhas por achar que devia ser possível conseguir dispor de uma forma oblíqua os Ícones do meu PC? Porque é que eu não hei-de conseguir dispor de uma forma oblíqua os meus ícones? Eu já nem digo tudo, mas ao menos os ícones. Agasta-me não conseguir por aquilo torto o que é que tu queres que eu te faça agora? Dizes que sou picuinhas por causa destas coisitas, mas depois vens sempre com a conversa que não presto atenção ao que dizes só porque tenho um olhar absorto e distante enquanto estás a falar comigo! Porque é que dizes logo que não estou a prestar atenção, ou que não estou a ligar nenhuma, só porque tenho um olhar absorto e distante enquanto estás a falar comigo? Só dizes isso porque nunca reparaste, de certeza, numa conversa entre dois homens das obras enquanto fazem uma pausa e falam sobre a vida ou sobre uma canção do Paco bandeira, ou porque nunca assististe a uma conversa entre dois varredores do lixo enquanto esperam que os carros acabem de estacionar. E se eu só souber falar com outra pessoa com o olhar perdido no horizonte e com o semblante carregado, quer dizer que nunca na vida vou prestar atenção ao que me dizes é? Picuinhas...Quem é que está a ser picuinhas quando necessita, só porque necessita, de uma cara atenciosa quando está a falar? Eu oiço com os ouvidos pá...

2 comentários:

Em Bicos de Pés disse...

Eu acho que as pessoas precisam sempre de dois olhos virados para elas quando estão bla, bla, bla. E ainda há aquelas pessoas que necessitam de muitos olhos virados para elas, porque gostam de ser o centro de todas as atenções. Não sei, digo eu. E eu nem gosto mesmo nada de ser o centro das atenções. Mas gosto de olhos, é uma verdade. Será que sou picuinhas? :]

AP disse...

:)