• FIM
  • R.I.P

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Complexos #19

Por que é que tinhas de ter entrado aqui sob a justificação de querer beber mais qualquer coisa, nem sabes sequer bem o quê? Tu até nem querias beber mais nada! Ela obviamente que também não, uma vez que tu é que tiveste de pedir este café para justificares o facto de ter querido entrar aqui dentro, e ainda por cima de te teres sentado logo! Por que é que és atrofiado e quiseste entrar aqui?...Agora aqui estás tu a beber o teu quarto café da noite! Tudo porque tiveste receio de beber álcool demais e ficar demasiado expansivo! Tu e as tuas merdas parvas do costume! O que é que acabaste por conseguir com isso para além de só estares a perder tempo? Não sabes? Então eu digo-te. UM ATAQUE DE ANSIEDADE DO CARAÇAS! Que até sinto o coração a latejar nas têmporas e tudo! E porquê? Porque ela te disse, espontaneamente e até com uma certa graça, que de hoje não passava. Que é hoje que quer e vai conhecer a tua casa, pondo-se depois disso, tranquilamente e de mão dada contigo, ao caminho. Claro que tu, na tua imensa sapiência no campo da patetice, decidiste protelar sabes lá tu o quê, e, convencido que tu é que a estavas a convencer que ela é que queria ter parado aqui, só conseguiste, até agora, para além de ela dever estar a começar a pensar que tu és um totó do caraças, que ela se começasse a sentir ligeiramente desconfortável por nunca mais irmos para casa! Foi perfeitamente notório que ela quase que se sentiu na obrigação de manter uma conversa qualquer para evitar que tu estejas aqui calado feito parvo! O pior de tudo foi que ela decidiu manter uma conversa através de uma suposta piada, revelando-te a visão atroz, que ela consegue ter da cadeira dela, daquela peida cheia de pelos que aquele gajo tem! Para culminar, a seguir, desfeita em risos, contou-te o horror que tem de nádegas assim! Agora, explica-me lá, ó espertinho, como é que te vais conseguir despir diante dela sem que ela olhe para o teu rabo sem pensar de imediato na peida daquele gajo? Isto já para não mencionar a tua tentativa completamente idiota de dizeres, subliminarmente e enquanto ela se ria a bandeiras despregadas da peida do gajo, que tens uma peida em tudo similar! O que é que esperas que ela pense de ti ao dizeres com um sorriso amarelo e estúpido na cara barbaridades do género: "A namorada com a boina preta sentada ao lado dele de certeza que não deve pensar da mesma forma", ou então a pérola das pérolas de toda a tua profunda estupidez: "As coisas mais sexy são muitas vezes aquelas que consideramos repugnantes à primeira vista!".... Parabéns pá! Os meus sinceros Parabéns! Desta vez conseguiste mesmo bater no fundo...Bom, felizmente que por vezes ainda existe intervenção divina e ela teve vontade de ir à casa de banho na altura certa de interromper a tua diarreia mental...Ou então ela apercebeu-se foi exactamente disso e foi lá dentro pensar o que é que ela anda a fazer da vida dela aqui com um gajo como tu! Se tu fosses um gajo minimamente inteligente bazavas era daqui já e com um bocado de sorte nunca mais a vias e não tinhas de passar por mais vergonhas. Daqui a uns anos, eventualmente, acabas por esquecer mais este episodio...Só que se bazares sem ter bebido o café todo, ela ainda pode pensar que também foste ao W.C. e tal, fica aqui sentada à espera, começa a achar estranho o tempo que estás a demorar, depois pergunta por ti aos empregados, descreve-te, eles reconhecem a descrição e vão logo saber que ela está a referir-se a ti, de certezinha absoluta, com o azar que tens sempre ela vai perguntar por ti aquele empregado ali que eu tenho a certeza que te odeia de morte, as pessoas quando nos odeiam fixam-nos melhor, e ele vai logo dizer-lhe que moras já ali e a coisa ainda se pode tornar mais deprimente! Bem, ao menos acaba o café... Mal por mal é melhor não agravar a coisa. Deixa-a chegar pode ser que te ocorra alguma saída airosa que ainda possa salvar a noite... ...

- Voltei. Então? Em que pensas tu com essa cara tão seria?

- EU?! Em nada de especial...Olha, estava ainda a pensar na peida daquele gajo...

3 comentários:

joaninha versus escaravelho disse...

As introspecções são terríveis. Acho que depois duma dessas só nos resta rir de nós próprios, que é o que sei fazer melhor. E esperar por melhores dias... :)

AP disse...

:)

Nawita disse...

Há rabos que nos marcam!
A Joaninha tem razão!
Depois da angústia que senti, como já é costume com o Complexos, ri-me muito com o punchline!