• FIM
  • R.I.P

terça-feira, 3 de novembro de 2009

And the beat goes on...

Como se não fosse já suficientemente deprimente levar um bolinho de aniversário para o local de trabalho, para depois se sujeitarem a levar com a usual cantoria dos Parabéns, para além do facto de haver aqueles que gostam de começar logo por aí a estragar o momento, ou cantando mal, ou muito alto, ou atrasado em relação a toda a gente, isto só para enumerar três das milhentas parvoíces que tal tema proporciona, para ajudar à festa ainda existe, sempre, aquela corja de pândegos sôfregos por regurgitarem uma catrefada de piadas acerca da escolha do bolo, das velas do bolo, da cor do bolo, etc. Depois há os que reparam sempre que o bolo que Beltrano comprou era muito melhor que o bolo de Sicrano, que este comprou um bolo mas que o outro não comprou... Isto sem falar nos famintos que se levantam de imediato quando vêem o bolo, nos gajos que perguntam se não há "champanhe", naqueles que enchem a boca de bolo até não caber mais, com medo que o bolo acabe sem que tenham a possibilidade de se mandarem a outra fatia, ou naqueles que dizem em surdina: Enquanto aqui estivermos, menos trabalhamos...

1 comentário: